Ali, eu disse que era amor para a vida toda!

Neste blogue já se falou dos mais diversos temos. Da moda ao desporto, passando pelo lifestyle, viagens e gastronomia. Alguns assuntos abordados foram demasiado pessoais... outros foram apenas opiniões sobre produtos, apresentações de coleções ou temas do quotidiano que despertam interesse [em primeiro instância, o meu interesse, claro].

Mas nunca abordei diretamente o tema amor, relações interpessoais ou afetuosas. Nunca pensei sobre a importância disso, porque não tinha namorado... até conhecer o Jorge!

Foi num fim de tarde de Verão, no Starbucks do Rossio, em Lisboa, que o nosso olhar se cruzou pela primeira vez e iniciámos uma conversa que ambos pensámos ser rápida e meio ocasional. Mas parecia haver assunto e aquele pequeno café estendeu-se a um jantar na Portugália.

Aquele primeiro encontro terminou ali, depois de uma longa conversa e muitos assuntos em comum. O Jorge fez novo convite, para um passeio a Belém no fim da semana, mas naquele instante precipitei-me e convidei-o eu para lanchar no dia seguinte. Fomos à minha pastelaria favorita e depois sugeri sentar-mos um pouco no jardim do bairro a conversar.

Claro que eu estava toda envergonhada. Ele aproveitou para lançar todo aquele charme e começou a passar a mão pela minha cabeça. Não demos pelo tempo passar e de repente... anoiteceu!

Já tinha passado a hora de jantar e sugeri que podíamos ir comer uma sopa lá a casa, mas claro que sentámos a conversar e nem nos lembrámos de comer. Depois de muita conversa e risada, o Jorge solta a frase: "Queres namorar comigo?"


Não havia sopa em casa, nem sequer estava a pensar em jantar, mas estar ali com ele naquele momento era tudo o que eu queria. E hoje sei que também era tudo o que ele queria. Hoje sou a namorada do Jorge, oficialmente a Sra. vesga.


E nós sabemos que é amor para a vida toda! 

2 comentários :