A Loucura dos saldos chegou cá a casa!

Os saldos são a LOUCURA para qualquer mulher, ainda mais se foram tão consumistas aqui como a Ritinha que mal entra no centro comercial e já está de saco na mão. Ainda ontem uma amiga me disse que sempre que nos encontramos tenho um saco de compras comigo e se pensarmos nisso é bem verdade. Sou daquelas que compra primeiro e pensa depois, quem mais? 

E nos últimos dois meses tenho aquele fator X para se juntar a este meu impulso estilo renovar o roupeiro como se o mundo acabasse a cada anoitecer. É que para quem ainda não sabe, agora sou vizinha do Centro Comercial Colombo e todos os dias apanho o metro no Colégio Militar/Luz. Leia-se que o problema não é o apanhar o metro, mas sim o chegar no metro, ao fim da tarde e sem vontade de ir para casa - do ginásio não falamos, ok? 

Quero com isto dizer-vos que até aproveitei bem nos saldos e melhor do que fotografar peça-a-peça, artigo-a-artigo (que chatice?!) é mostrar-vos looks com artigos bonitos e baratos. 

Vestido preto, apenas €9, na C&A (antes €19,90)
Mala clássica com detalhes na alça por €49,90, na Guess (antes €145)
Vestido listado por apenas €12,90, na Zara (antes €25,90)
Sandálias por €14,99, na Natura (antes €24,99)
Blusa por apenas €5,99 na Pull&Bear (antes €17,99)
Saia por €14,99 na Springfield (antes €29,99) 
Calças por apenas €5,99 na H&M (antes €14,90)
Blusa por apenas €4,99 na C&A (antes €12,90) 
Qual o vosso artigo favorito? 

Adeus 37 kg: será que ainda como doces?

Quando tudo começou, há 8 meses atrás, nunca imaginei que conseguisse chegar tão longe. Na verdade, desde o dia 11 de Dezembro de 2017 perdi 37kg. Assim, parece demasiado fácil e alcançável para qualquer pessoa. Mas sabemos que não é bem assim, que passar dos 117kg para os 80kg não é fácil e que não existem milagres. 

Não falo muito do assunto nas redes sociais, porque não imaginam o quanto sou abordada por seguidoras, conhecidas e amigas sobre este assunto. E uma das coisas que mais me dizem é: "não podes comer doces senão engordas" ou então "agora tens que comer pouco". E pior ainda "daqui a pouco voltas a engordar". Não sabem o quanto odeio estas frases, mesmo sorrindo, só me apetece responder ou mandar as pessoas para um certo sitio. 

É que perguntam-me tanto sobre comer ou não comer doces, que afirmo aqui que como sim doces todos os dias. Nem sempre foi assim, claro. Entre Dezembro de 2017 e Março de 2018 praticamente não comia doces e até me enjoavam. Depois comecei a comer ocasionalmente e sabiam-me tão bem que era impossível resistir. A situação piorou quando comecei a trabalhar e aos poucos troquei as bolachas Maria por bolachas de chocolate. A verdade é que sem me aperceber estava a abrir um precedente e a introduzir novamente os doces na minha vida.

Foi uma mudança gradual, mas hoje sei que depois de almoço a primeira coisa que faço é tomar café e comer um bolo, por mais pequeno que seja. Também não vivo sem a gaveta da minha secretária cheia de bolachas. E não faço qualquer tipo de regime alimentar ou tenho especial cuidado com a alimentação.

Claro que tenho medo de voltar a engordar. E sempre que me peso e vejo que perdi uns quilinhos é uma vitória, porque sei que não lutei para o conseguir e que neste momento poderia estar a ter outro resultado. Mas sinto-me tão bem assim!

antes: 117  kg
depois: 80 kg

Sabores.come || os croissants da Choupana Caffé

Depois de um dia de trabalho stressante, onde as horas parecem nunca mais passar e o dia parece não chegar ao fim, existe um lugar incrível bem no centro de Lisboa, ideal para  um lanche com amigos e descontrair por alguns momentos. Como costumo dizer "respira, inspira e não pira". E para respirar um pouco de ar puro, convidei uma amiga para um agradável lanche na Choupana Caffé, um agradável espaço situado na Avenida da República, em Lisboa, e que tem como especialidade os croissants de várias cores e sabores. 

Para comer optámos por um red velvet com recheio de chocolate. E para acompanhar escolhi um latte macchiato, enquanto a Daniela optou por um cappuccino de soja. 

Estava tudo delicioso e este croissant é uma verdadeira tentação. Garanto-vos que nunca comi nada tão bom em toda a minha vida. O atendimento e o espaço envolvente também ajudam a descontrair e fazem-nos sentir bem e querer voltar. E ainda tenho muitos croissants para provar! 



https://www.facebook.com/Choupanacaffe/

(Re)Visitar Lisboa || Jardim Botânico da Faculdade de Ciências

O Jardim Botânico de Lisboa reabriu ao público em abril deste ano, depois de uma longa intervenção que procurou requalificar este espaço centenário da nossa capital. O jardim situa-se junto à Praça do Príncipe Real, em Lisboa. Agora numa versão mais sustentável, este grande arvoredo repleto de plantas raras vindas dos cinco continentes deixam-nos maravilhados ao desvendar cada trilho. E se o espaço é maravilhoso em qualquer altura do ano, no verão, com os dias longos e o sol a brilhar, torna-se mesmo um lugar a visitar para recuperar energias e conviver em harmonia com a natureza.